terça-feira, 26 de julho de 2011

IC dado em gotas...


Catequese não é aula, é encontro com uma pessoa (JESUS),  portanto não sou professor, sou catequista,  nem o catequizando é aluno...
A tal "chamada" é realizada nas escolas, na catequese o catequista "percebe" quem está ausente e depois em casa, ou discretamente faz suas anotações...
Avaliar é bom e preciso, mas temos várias formas de avaliar nossos encontros... Veja uma maneira que seja diferente das avaliações escolares...
Cadeiras atrás uma da outra não se concebe mais, use de círculos e se coloque no meio deles...
Evite ficar de pé, de frente a uma mesa ou a um quadro negro...
O ato de ficar de pé, dá-se a impressão de autoridade... Fique de pé no momento da proclamação da Palavra e os coloque de pé, em sinal de prontidão à escuta...
Não perca a oportunidade de fazer a ligação da catequese com o que acontece na Missa... Catequese e liturgia, casamento perfeito...
Chame-os pelo nome, não valorize apelidos... Deus nos conhece pelo nome...

8 comentários:

  1. Realmente é pura verdade isso, eu sou catequista e professora e tento não fazer na catequese o que faço na sala de aula, é muito diferente, sentamos em circulo, tentamos dinamizar o encontro... Nós costumamos dizer que somos um grupo de amigos! Bjo Aline

    ResponderExcluir
  2. Uma das coisas que mais falo para os catequistas é "desescolarizar" a catequese... Infelizmente, como o centro catequetico d nossa paroquia ainda não está pronto, temos que fazer os encontros em uma escola que fica ao lado, o que nos desafia no processo de desescolarização!

    Beijos,
    Layse

    ResponderExcluir
  3. Sandra - Jundiaí26 de julho de 2011 15:38

    Olá, flor!
    Aqui na diocese de Jundiaí, o Centro catequético através da coordenação diocesana tem trabalhado muito isso conosco,ou seja, a necessidade de desvincular a catequese da escola, seja em datas de início e término, seja em metodologia.
    Com a minha turma de catequese procuro trabalhar muito o visual, pois a criança memoriza muito mais do que ficar falando, falando...
    Tento colocar dinâmicas que se encaixem com o tema e que os façam refletir.
    Estaremos retornando no próximo dia 06/08 (estávamos celebrando a festa de nossa padroeira - Nossa Sra. do Carmo) e neste dia faremos uma revisão. Para isso usarei aquela brincadeira "Fala sério/com certeza" e de forma lúdica estarei avaliando meus pequenos. Você sabe que nem sempre o resultado é o que esperamos (quase nunca, rsrsrs), mas não podemos desanimar. Temos um Deus maravilhoso que nos chamou a semear sua Palavra e uma mãe que foi a melhor catequista do mundo e que intercede por nós. Então confiemos nesta dupla maravilhosa e vamos em frente.
    Nossa Senhora do Carmo, rogai por todos os catequistas espalhados por este mundo.
    Beijos no seu coração
    Sandra - Jundiaí

    ResponderExcluir
  4. Concordo com tudo que você disse e digo ainda que um catequista deve dar testemunho de sua fé, falando por sua própria vida e por suas atitudes.
    Não dá pra falar daquilo que não acreditamos, não é?
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Amiga,
    estou com saudade de conversar com vc no MSN...
    bjsssss

    ResponderExcluir
  6. Oieeeeeee!! Amei essas preciosas dicas querida amiga e acrescento mais:: Ouse sair de dentro da sala, faça seu encontro no estacionamento da Igreja, na praça, na casa de algum catequizando. Dê uma volta com eles em volta do quarteirão para que vejam a vida com outros olhos. Catequese é vida!!! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  7. Quando decidi voltar a ser catequista minha vida teve um novo sentido, sou mais feliz e as bençãos que tenho recebido só me faz acreditar mais na minha vocação...Que Deus abençoe a todos que recebem o chamado e aceitam, abraços e até breve
    Cidalia Forlepa - Caxias do Sul RS

    ResponderExcluir
  8. Voces são maravilhosas, como aprendo... lindas!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito importante!
Não conseguiu comentar?? Calma, não saia ainda, escolha e opção ANÔNIMO e não esqueça de se identificar no final de sua mensagem!
Viu só, que fácil! Volte sempre!