quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O natal e a catequese... Algumas dicas!


Deus da Esperança no tempo da espera. Deus da Coragem nas dificuldades. Deus da Serenidade no meio do medo. Deus da Paz no mundo em guerra. Deus da Luz no coração da noite. Vem e acende em nós a esperança, a coragem, a serenidade, a paz e a luz com a tua graça.

 Amém



Que sentido estamos dando ao Natal? Como estamos trabalhando esse tema em nossos encontros catequéticos?

Será que é proibido falar do Papai Noel na catequese?
Não se trata de proibição, a questão é saber dar sentido às coisas... Se perguntamos a um grupo que está iniciando sua caminhada de fé: o que te vem a mente, quando escuta falar de NATAL? Certamente a maioria responderá: papai noel, presentes... Pode até que um ou outro, responda: nascimento de Cristo. O tema a ser desenvolvido sempre deve partir daquilo que conseguimos colher da turma, ou seja, meu encontro deve começar  por aquilo que eles já sabem, não os subestimem,  achando que ninguém sabe nada. 
Quando trabalhamos o sentido do Natal, devemos ter a mesma cautela de quando trabalhamos a Páscoa, colocando o bom velhinho e o coelhinho com seus ovos de "chocolates" no lugar que lhes cabe, sem excluí-los é claro, pois isso pode chocar e bagunçar a cabecinha dos pequenos. Repito, o importante é saber dar sentido às coisas. Para isso,  o catequista precisa estar por dentro, estudar sobre o significado dos diversos símbolos, valorizando e aprofundando os principais.

Por exemplo, dois 'sinais/simbolos' que devemos explorar são: o presépio e a coroa do advento.

Qual o significado do presépio? Quando surgiu? Quem montou o primeiro presépio? Porque?Podemos promover um concurso do presépio mais criativo, com coisas recicladas. Fizemos aqui uma vez, e foi lindo... Ou até mesmo incentivá-los e ensiná-los a montar o presépio que tem em casa, gradativamente, conforme vai se aproximando do Natal, vai se colocando os personagens. Digo isso, pois a maioria, até mesmo catequistas, montam seus presépios em novembro, já com o menino Jesus... Cadê a espera, cadê o sentido desse tempo de advento, preparação???




Na época esse foi o escolhido. O catequizando construiu a casinha, plantou as sementes, esperou crescer... e tudo foi acompanhado pela família... Quando fui até a casa para ver o presépio, foi emocionante o testemunho dos pais dizendo o quanto isso foi importante, que de fato esse símbolo, a representação do nascimento de Jesus, esteve esquecido por muito tempo...





A COROA DO ADVENTO

Faça uma oficina sobre a coroa do advento. Enquanto se trabalha, vá conversando sobre o sentido de cada vela, sobre os ramos verdes, sobre a fita vermelha. Isso tudo vai dando sentido a esse tempo de espera. E o melhor, eles vão levar esse sinal pra casa com a oração para ser feita em cada semana. Isso evangelizará também a família.
Muitas vezes nós catequistas não nos programamos com antecedência e quando percebemos não dá mais tempo para trabalhar as coisas no tempo certo e lá se vai a grande chance de fazer acontecer encontros mistagógicos, encontros que de fato os conduza aos mistérios.

Essas fotos são da catequista Rosicler Bote, de São José do Rio Preto, em sua oficina sobre a Coroa do advento.




Por meio de seu formato circular e de suas cores, expressa a esperança e convida à alegre expectativa. A coroa teve sua origem no século XIX, na Alemanha.
Nós, católicos, adotamos o costume da coroa do Advento no início do século XX. 

Os ramos verdes são sinais de esperança. Em alguns lugares, envolve-se a coroa com uma fita vermelha que lembra o amor de Deus manifestado pelo nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A figura geométrica da coroa (circular) tem um bonito simbolismo. Sendo uma figura sem começo e sem fim, representa a perfeição, a harmonia, a eternidade.
As quatro velas referem-se aos quatro domingos que antecedem o Natal. 
A luz vai aumentando à medida em que se aproxima o Natal, festa da luz que é Cristo Nosso Senhor, quando a luz da salvação brilha para toda humanidade.



 Abaixo uma lembrancinha que fiz, sem excluir o bom velhinho, mas enfatizando o verdadeiro sentido do natal... Esse modelo você encontra aqui pela internet. 



 Ainda um modelo de uma linda estrela, que você pode fazer em vários tamanhos e usar em várias ocasiões...




E uma atividade bem simples para trabalhar com os pequenos...



Teatro sobre o Natal
você encontra aqui:

3 comentários:

  1. Difícil pensar em algo assim quando a catequese "entra em férias" dia 23/11!!! Essa é a minha triste realidade!

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as palavras da "Catequese da Rainha". Amanhã tb será nosso último encontro desse ano. Portanto não será possível mencionar muito menos trabalhar a data. Mas gostei de suas dicas. E pelo que li, vc não é daquelas que acham que Papai Noel está substituindo Menino Jesus.
    "O importante é dar sentido às coisas" vc disse e eu concordo plenamente com vc.
    Gostaria que passasse lá no meu "evangelizar é preciso " e deixasse sua opinião] sobre um texto da Angela que republiquei, claro com a ciência dela. Minha opinião é como a sua: Não excluir Papai Noel , mas tb não abrir espaço para que ele ocupe o lugar do Menino Jesus.
    Conto com sua participação. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito das suas sugestões e penso da mesma forma, devemos saber dar sentido as coisas , porque as crianças irão perguntar como sempre perguntam achei algo interessante a respeito disso( Papai Noel) e irei compartilhar com vocês.
    "A lenda do Papai Noel se inspirou em São Nicolau, bispo da Mira na Turquia no séc.IV, ele ajudava família pobres colocando um saquinho de moedas nas chaminés das casas.Ao longo dos séculos as pessoas começaram a chamar de Papai Noel, misturado com mitologia americana deste o séc.XIX, formou a imagem atual e consumista de Papai Noel.
    Porém está figura representa na essência o bom Deus que nos manda o Salvador."
    Aí está algo que podemos esclarecer para as crianças sem nenhum momento deixar de afirmar o verdadeiro sentido do Natal.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito importante!
Não conseguiu comentar?? Calma, não saia ainda, escolha e opção ANÔNIMO e não esqueça de se identificar no final de sua mensagem!
Viu só, que fácil! Volte sempre!