sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Mimos de Deus...

Oi Cristiane!
Essa foto te diz alguma coisa?
*****


Cena dois - encontros
então...
To eu no portão, batendo um papo com minha amiga Angela Rita, por sinal catequista também, quando passa na minha frente, quem? quem?
Seu marido e seu filho!(estavam vindo da Igreja, minha paróquia)
"Não Acreditooooo!" Dei um grito, que quase cairam de costas! "
Foi uma alegria só...
Ele disse que havia acabado de comentar com seu filho: "só falta  a Imaculada morar por aqui!" srrsrs
Acredite se quiser! E se  não acreditar, registrei... Veja!! srsrrs


The End!

***
Pra quem não tá entendo nadica de nada, explico.
A Cristiane de Avaré-Sp, do blog Jardim da fé, comentou comigo que o marido e seu filho estava vindo à Franca em busca de uma peça e blá, blá, blá...
Perguntei onde ficava a loja, pois queria aproveitar para entregar o presente dela, pois  o correio aqui está de greve. Foi ela quem ganhou sobre a "postagem 1111".
Enfim, descobri que a tal loja ficava bem pertinho da minha casa.  Conheci a família da Cristiane, pessoas que exalam a presença e Deus.


Cristiane, agora, já sabe até onde moro. Podemos agendar um final de semana com mais calma!
Espero que goste e use bastante do seu presente!
Louvado seja Deus por esse encontro, só não foi perfeito, pois faltou você!


Religião da PALAVRA ou do livro????

A maioria dos blogueiros(as) alimenta seus blogs de acordo com o tempo liturgico... Isso é positivo, pois o tempo liturgico deveria ser a fonte principal de espiritualidade de um catequista. Hoje, estava lendo as postagens sobre o dia de hoje, dia 30, último dia de setembro, dia em que a Igreja celebra São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja. Ele quem traduziu a Bíblia para o latin. Por isso foi escolhido setembro para destacar a Bíblia.
Logo após a tradução para o latin, a Bíblia foi sendo traduzida em  mais línguas. Até chegar ao que temos hoje: O livro mais lido mundialmente.
Entre tudo que li,  gostei muito do texto que partilho abaixo.
Uma sexta abençoada e que São Jerônimo interceda para que possamos entender e transmitir a PALAVRA DE DEUS, enquanto Palavra viva e não como um livro que contém um monte de histórias e arquivos.


"Uma religião da Palavra de Deus, não do livro", diz biblista

Na exortação apostólica pós-sinodal Verbum Domini, o Papa Bento XVI salienta que “o cristianismo não é a religião do livro”“O cristianismo não é a religião do livro”, afirma Bento XVI na exortação apostólica pós-sinodal Verbum Domini, publicada em 30 de setembro de 2010, dia de São Jerônimo. O que o Santo Padre quis dizer com uma frase tão forte e ao mesmo tempo tão desafiadora?

O biblista italiano que participou do Sínodo dos bispos sobre a Palavra de Deus em 2008, padre Giorgio Zevini, responde a este questionamento detalhando o que o Santo Padre considera a essência da relação entre Igreja e Sagrada Escritura.

“O cristianismo é a religião da Palavra de Deus, e não do livro, não de uma palavra escrita e muda, mas do Verbo encarnado e vivente. No início do cristianismo não existia uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá vida e horizonte e, com isto, a direção decisiva”, explicou.

“Ler além do que está escrito”

A difusão de uma doutrina fundamentalista que diz basear-se na Sagrada Escritura sempre preocupou a Igreja Católica. O Papa Bento XVI durante o discurso proferido aos luteranos, na sua ultima viagem apostólica internacional à Alemanha chegou a afirmar: “Trata-se de um cristianismo de escassa densidade institucional, com pouca bagagem racional, sendo ainda menor a bagagem dogmática, e também com pouca estabilidade”. (Discurso de Bento XVI aos membros da Igreja Evangélica Alemã, 23 de setembro de 2011). O biblista também fez referências ao que o Pontífice considera uma verdadeira hermenêutica da fé, ou seja, a interpretação da fé.

“O papa, falando da interpretação da Sagrada escritura insistiu muito sobre a exegese teológica, que valoriza não somente o sentido literal do texto, mas também o sentido espiritual, através do Espírito Santo, o verdadeiro exegeta das Sagradas Escrituras. È decisivo colher a passagem entre letra e espírito, sublinhando uma unidade interna de toda a Escritura, para uma correta hermenêutica da fé”, salientou.

Anunciar a Palavra: missão de todos
A missão da Igreja Católica é anunciar a Palavra de Deus. Não existe um “grupo restrito de anunciadores”, mas aquilo que é tarefa dos bispos, padres e diáconos é também tarefa de cada cristão. Padre Zevini fala como na terceira parte do documento chamado de Verbum Ecclesia, o Pontífice traz orientações precisas sobre a evangelização.

“A palavra de Deus envolve todos os cristãos: todos somos servos e anunciadores da Palavra. Não somos só destinatários da revelação divina, mas também portadores aos outros da Palavra de Salvação, já que esta é para todos. Naturalmente isto exige que nos deixemos envolver pessoalmente pela Palavra de Deus, conhecendo-a e fazendo-a germinar dentro de nós sob a direção do Espirito Santo”, disse.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Arcanjos, defendei-nos!

Hoje, dia 29, a Igreja celebra os santos arcanjos, São Miguel, São Rafael e São Gabriel
Peçamos:

À São Gabriel, ele que é o anjo padroeiro dos que tem a missão de anunciar A Boa Nova, que olhe por todos os catequistas espalhados pelos quatro cantos do mundo...


À São Rafael, o Deus cura! Olhe por nossas fragilidades físicas e também por nossa saúde espiritual...

À São Miguel, defendei-nos no combate,  seja nosso refúgio contra as maldades e  ciladas do inimigo...

Atividade Dia das crianças

Sugestões de atividade para o dia das crianças.
A meu ver, o que precisamos para fazer acontecer um dia de lazer/atividades com as crianças, são:
*Mmuiiiiiiita criança...
*Catequistas com fôlego e com espírito de criança para brincar e rolar...
*Um espaço adequado, onde possam brincar, correr, pular, extravasar todas as energias...
*Brincadeiras organizadas e também educativas...
*Seria interessante resgatar as brincadeiras dos tempos de criança, como: pular corda, jogar queimada, caça ao tesouro...
Bolo, picolé, refrigerante...
E muita alegriaaaaaaaaa!!!

Clique AQUI,  veja nossa bagunça com as crianças em 2009.
Para ver a de 2010, clique AQUI
(que saudades ao rever esses vídeos, saudade de tudo, dessa alegria, da energia boa que as crianças nos passam, da Dona Zenaide e da Sandrinha, catequistas que não estão mais com a gente, pois estão já juntos de Deus!...saudade muita! Uhmmm, saudade dói neh)

Partilho com vocês a sugestão da Maria Aparecida do blog da catequese/Vozes.

************************

Atividades para o Dia das Crianças.

Como o Dia das Crianças é também Dia de Nossa Senhora Aparecida, podemos fazer algumas atividades com as crianças que tenham como tema Nossa Senhora Aparecida.

Essas atividades não são para serem feitas durante a Celebração, mas num salão ou pátio, com as crianças e pré-adolescentes. Durante a festa para as crianças pode-se colocar estas atividades:

Primeira atividade: Quebra cabeça gigante...

Segunda atividade: Trilha de Nossa Senhora Aparecida...

História de Nossa Senhora Aparecida
Essa história está em frases para que se possa usar no jogo de trilha e também podem ser usadas no quebra cabeça (retirando as frases que estão em vermelho).Esses jogos estão nas Atividades para o Dia das Crianças que sugerimos...

Leia sobre o quebra cabeça e a trilha aqui: http://universovozes.com.br/editoravozes/web/view/BlogDaCatequese/index.php/atividades-para-o-dia-das-criancas/

**********************************
Vasculhando a minha PASTA MAIS, encontrei um texto de julho de 2009, puxa, como o tempo passa, parece que foi ontem que escrevia isso...
Fica a dica!!

Catequese e lazer...

Recebi um email de uma catequista pedindo sugestões, pois estão pensando em promover um campeonato de futebol envolvendo as crianças da catequese, como que buscando meios para dar uma despertada na garotada...

Os momentos de lazer na catequese são muito importantes, pois produz uma proximidade muito grande entre catequistas e catequizandos através das brincadeiras. Seria legal convidar também o padre para participar ou apenas passar para dizer um “oi”.

É o momento do catequista ser um com eles, brincar, rolar no chão, jogar queimadas, gritar, brincar com bexigas com água (eles amam qualquer brincadeira que tem água).

Ás vezes não promovemos esses dias de lazer, por não saber o que exatamente fazer, mas o que é mesmo necessário é que haja crianças, um local apropriado, catequistas e muito fôlego, o resto pode deixar com eles, os que gostam de jogar futebol, organizam eles próprios seus times, outros no basquete, outras brincam de bonecas, jogos, pulam corda., jogam queimada ou matança, fazem mil coisas. As crianças hoje não tem muita paciência com gincanas, mas com provas interessantes pode-se ter êxito.

Se você nunca promoveu um dia de lazer em sua catequese, não sabe o que está perdendo, ou melhor deixando de ganhar, pois eles percebem que você fala sério quando tem que falar nos encontros, mas que você também faz bagunça, grita, ri, dança, não é um catequista sargento. Eu lutei para que isso voltasse aqui na minha paróquia, pois somos privilegiados por ter um espaço ótimo para as atividades e também porque eu nunca me esqueci de meus 09, 10, 11 anos quando brincava nesse mesmo lugar, então o que fiz foi resgatar algo que estava esquecido.

Envolva todas as etapas da catequese, cada qual com atividades próprias para a idade, mas na verdade chegando lá todos se tornam crianças, no final do dia, todos vão embora quebrados, mas felizes e com gosto de quero mais...

Num desses dias de lazer, uma catequizanda levou uma amiguinha que se apaixonou por tudo o que acontecia ali, no final ela me perguntou se poderia entrar na catequese. A mãe foi na minha casa e disse que a filha a estava deixando doida, pois não queria mais participar dos estudos bíblicos com os testemunhas de Jeová, pois queria entrar “naquela catequese”. Eu fiquei super feliz e claro que a acolhi com todo carinho, ela está perseverante e inicia sua vida eucarística na Páscoa de 2010.

São pequenas coisas que fazem a diferença, nossas crianças não tem mais o hábito dessas brincadeiras, tudo está tão sério, tão sem graça, sem vida, sem contato com o outro, com a natureza, hoje nossas crianças nem se sujam mais e os nossos encontros acabam por entrar nesse rotina chata.

E nós catequistas, passamos por suas vidas, ficamos com elas um tempão e não vamos fazer nada? Podemos fazer muito, podemos deixar marcas profundas que nunca, nem ninguém poderão apagar...

Um dia de lazer evangeliza mais que muitos encontros enfadonhos, quer dizer cansativos, chatos, intoleráveis... Pense nisso e deixe a criança que existe em você aflorar...

"kkkkkkkkk"

Bom diaaaa!!!
Incrível o poder das palavras, e até mesmo das letras, na comunicação virtual. Quando você lê esse "kkkkkkk", é como se você pudesse ouvir a gargalhada do outro lado, mesmo sem nunca ter visto ou escutado a pessoa ... Aconteceu isso quando abri o email do Jonathan pela manhã e entedi o porque dele ter mandado esse email, acho que porque foi exatamente assim que ele saiu  de seu último encontro com pais... kkkkkkk
(Força Jonathan! Olha a pose!)

Bom, meus caros, dizem que uma das qualidades de um catequista e manter-se bem humorado sempre, mesmo quando você sente vontade de enforcar alguém. Preste atenção na situação desse coitado? Deve ter saído de uma bela briga de galo.
Trazendo para a catequese...
Na verdade, não é assim que saímos de alguns encontros de catequese? Ou quem sabe de um encontro com catequistas ou de pais? Pode até sair umas faíscas, mas não chega a tanto neh!
 Será que não????
Um dia abençoado com a proteção dos arcanjos São Miguel, São Rafael e São Gabriel!


“...Não importa o que lhe aconteceu durante o dia.....
Volte sempre para casa com a cabeça bem erguida”

Desplumado, "estropiado", cansado, mas DIREITINHO!!
Com glamour!





terça-feira, 27 de setembro de 2011

Quer me ver crescer? Faça sua crítica!

RECEBI o email abaixo de uma catequista, a Regina de São José dos Campos-Sp e fiquei muito feliz e agradecida.  Jamais ficarei chateada quando alguém com carinho, amor, mostrar algo de errado no meu blog. No caso, a Regina se refere a uma atividade sobre os mandamentos da Lei de Deus, um jogo de memória que copiei de um outro blog, que deve ter copiado de outro blog. Acontece, que eu achei interessante, uma maneira de dinamizar e memorizar os mandamentos e não prestei atenção no principal, no conteúdo... E de fato, continha erros graves, tanto que deletei a postagem em questão. Como não  coloquei a atividade em prática com meus catequizandos, não vi que estava incorreto.
Então, Regina,  amei sua maneira de chegar e me mostrar o erro. Ah, se todas as pessoas tivessem esse cuidado ao corrigir as pessoas. Agradeço de coração e sou totalmente aberta a críticas, desde que elas me façam crescer. Veja o email que ela enviou...

"Olá Imaculada! Paz e bem!!

Logo de início quero lhe dizer que sou sua fã. Que Deus abençõe este trabalho tão lindo que é catequizar e ainda arrumar um tempinho para ajudar outros catequistas com este seu blog que é um pedacinho de céu para nós. Amo suas postagens de paixão e sempre estou enviando para a coordenação e catequistas de minha paróquia (sempre acompanhadas pelo link). Você é uma pessoa iluminada pois sem nem mesmo conhecê-la pessoalmente seu sorriso e suas palavras levam luz através do seu blog. Jesus mora em você, tenho certeza disso!!

Me chamo Regina e sou catequista há 3 anos apenas, como você também acompanho os pequenos na Iniciação a Vida Cristã, é uma paixão absurda de boa, não é? Moro em São José dos Campos - SP e sirvo na Paróquia Coração de Jesus (que benção)!

Então, por estar sempre visitando seu blog, esta semana vamos entrar nos mandamentos da Lei de Deus e vi que vc postou o Jogo da Memória que também vou entregar a eles amanhã (retirei de outro blog no ano passado) mas minha dúvida foi que quando enviei aos catequistas de meu módulo (Etapa I MóduloII) e a minha coordenadora este jogo, ela, a coodenadora, me ligou dizendo que este jogo estava errado ....
Desculpe se eu estiver errada e espero sua resposta.
Que Deus derrame cada dia mais bençãos sobre todos ai de Franca e principalmente em você que é sal e luz para nós!
Beijo no seu coração!!"
Regina Morgan

Retirei a postagem, enviei um email a ela, agradecendo. Ela me responde com outro email, e fiquei de novo feliz, por meu blog estar sendo de uma certa forma luz para quem queira colocar em prática os ritos do RICA. isso pode fazer, pois testamos e aprovamos..srrsr São lindos, ricos e com muitos significados.

"Olá Imaculada, a paz de Jesus!!
Ai que bom que vc compreendeu, fiquei muito feliz com seu email. Estava morrendo de medo de lhe ofender.

Hoje haverá uma reunião da minha coordenadora com nosso pároco e ela irá levar até ele o ritual de iniciação que vcs adotaram ai em sua paróquia, foi retirado na integra de seu blog, nós gostamos muito e esperamos que ele concorde para colocarmos em prática ano que vem. Há 2 anos que tentamos estudar o RICA porém, apesar de termos lido ainda não colocamos em prática, com seu projeto vamos ver se agora vai.

Outra coisinha que retirei de seu blog e todos os catequistas de todas as etapas utilizaram foi a Dinâmica da salada de frutas, todos amaram e foi um sucesso sem fim. Agradeço do fundinho do coração por toda sua ajuda, nunca desista do seu blog, nós precisamos dele!

Um grande beijo e fique com Deus!!!!!"
Regina


Regina, você não tem idéia do valor de suas palavras para uma catequista que se arrisca  ser também blogueira.
Beijo grande e espero que tenha sucesso. Não desista em querer melhorar a catequese aí. Força, estou aqui, e dentro das minhas capacidades, o que puder ajudar, pode contar sempre comigo.
Imaculada Cintra

Comunicado!

Amados amigos blogueiros, eu e  outros blogs, estamos tendo um probleminha com nosso inimigo "vírus". Na tentativa de ajeitar ,estamos descartando as possíveis causas. De momento reitrei o links das atualizações dos blogs, o que me custou, pois que eu mesmo sou viciada em olhar as novidades. Mas, isso será por pouco tempo, espero eu!
Caso, não resolva, mandarei minha máquina para formatar.
Beijo grande!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

reze comigo pelas ondas da rádio!

Amados, estou retomando algumas coisas , uma delas é rezar e evangelizar pelas ondas da rádio. Temos aqui uma rádio comunitária, onde sua prioridade é evangelizar. Toda segunda estarei lá, ás 14h50, rezando o terço da misericórdia. Terei o espaço de uma hora e quero aproveitar para levar a Boa Nova a quem nos ouve. E você que tem disponibilidade, pode acompanhar pela internet. Deixe aqui no espaço comentário ou por email seu pedido de oração. Vamos,  nos fortalecer através da oração. Quem sabe um dia, você poderá participar e rezar comigo ao vivo pela internet.
Jesus, eu confio em vós!
Sintonize!

domingo, 25 de setembro de 2011

Ritos do RICA - Um resgate necessário!

video

A nossa celebração de Entrada da Catequese e Entrega da Palavra, foi maravilhosa, emocionante, linda e cheiaaaaaa de crianças. Mais de 100. Ficamos felizes.
Perfeita?
 Não! Como nada que precisa da ação humana. Mas, pelo movimento,  foi pra lá de bom!
Deus seja louvado por cada criança, pais, padrinhos e catequistas que se comprometeram, fazendo a sua parte.
Pais cristãos, valorizando momentos como esse, padrinhos empolgados, renovando o compromisso assumido no dia do batizado do afilhado. Lindo! Lindo! Coisas assim nos faz ver que vale a pena todo esforço!

Para escutar e sentir! Lindo, lindo!


No peito eu levo uma cruz!
CD Jornada Mundial da Juventude no Brasil!


"Eu creio na força do JOVEM que segue o caminho de CRISTO JESUS!"

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Partilhando...

Domingo próximo será a Celebração da  Entrada na Catequese e Entrega da Palavra de Deus para os catequizandos que iniciaram em agosto(primeiro ano da Iniciação Eucarística - Iniciação Cristã I).
Celebra-se esse Rito de admissão entre os catequizandos que desejam tornar-se cristãos, tendo acolhido o primeiro anúncio, através do querigma, que chamamos de pré catecumentato. Acreditando que já possuam a fé no Cristo Salvador e  tenha acontecido a primeira evangelização através dos primeiros encontros, deduzimos que  estejam prontos para passar para outra fase, o catecumenato, a catequese em si.
No  caso do  trabalho com  crianças, envolvemos  os pais, sendo eles os responsáveis. Foram realizadas as visitas/querigma nas famílias antes de iniciar os encontros. Segundo passo,  um encontrão com todos os pais, para uma conscientização de como funciona o itinerário catequético na nossa paróquia, deixando bem claro qual é o papel dos pais nesse processo, do catequista e do catequizando. 
Iniciamos os encontros com os pequenos ainda trabalhando o querigma, mostrando o quanto Deus o ama, o quanto ele é importante dentro de nossa comunidade, qual sua identidade e o que é essa comunidade que os acolhe.

Depois desses encontros, cada catequista realizou com sua turma um encontro com os pais, explicando no que consiste essa celebração de entrada, o rito da assinalação e entrega da Palavra,   reforçando mais uma vez a importância da Palavra de Deus em nossa vida, na catequese. E se é importante, celebramos. È uma celebração  linda, rica, envolvente, mas se não explicamos, corremos o risco de fazer por fazer. No caso da catequese com adultos, se torna mais fácil, porque eles respondem por si, mas com os pequenos o trabalho é dobrado, pois temos que catequisar os pais, para que esses entendendo, creiam e crendo, transmitam aos filhos.

Nesse encontro com os pais reforçamos que as coisas de Deus é uma proposta e somos livres para aceitar ou não e se aceitamos, precisamos ser responsáveis. Perguntamos aos pais: "Vocês querem que seus filhos se tornem cristãos? É desejo de vocês que eles frequentem os encontros de catequese para conhecer um pouco mais sobre a história do povo de Deus, sobre nossa Igreja,  sobre a pessoa de Jesus? Se comprometem como pais cristãos com a Educação da fé de seus filhos? Concordam que nós os catequistas sejamos seus ajudantes nessa tarefa?
* Se concordam, eles continuam na catequese, caso contrário, não precisam trazê-los semana que vem.

Na minha turma todos querem que seus filhos se tornem cristãos. Vamos ver com o tempo, qual foi o comprometimento das famílias, começando por essa celebração, que foi antecipadamente agendada.

Depois conto e faço uma avaliação de como foi!

Caso queira saber do conteúdo dessa celebração do RICA, CLIQUE AQUI

Estas celebrações são adaptadas para a realidade da paróquia. Existem paróquias que fazem a celebração de Entrada da Catequese separado da celebração de ENTREGA da Palavra. Aqui fazemos juntas.




quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Cantando com os pequeninos!

O telefone de Deus é a oração!
O telefone de Deus é joelho no chão!
Disque uma vez, disque duas ou três...
Se não atender, se não atender, tente outra vez!

A melodia?
Faça uma busca no youtube, que encontrará alguma gravação amadora, mas dá pra aprender a cantar. É bem fácil. E pode-se colocar gestos!
Vamos lá!
 Façamos um DDD (Discagem Direta pra Deus), fazendo com que nossos pequenos aprendam a ter esse diálogo com Deus através da oração!

Quem canta, os males espanta!
Cantar, é rezar duas vezes!
cante e encante!

* Um dos meus sonhos, é ter comigo na catequese,  alguém que saiba tocar violão e cantar. Eu até tentei, entrei na aula de violão, fiquei por um ano, mas de verdade, não tenho talento pra isso.  Não consegui sair daquele 'arroz com couve" rsrs
Acho também que faltou um pouco de perseverança.

O poder "daquele" olhar!!

Observem essa imagem com atenção!
O Chamado!
O chamado de Mateus!
Cristo, lançou sobre ele um olhar!
Não qualquer olhar, mas O OLHAR!
Aquele que penetra a alma!
Perceba a expressão de Mateus,
como ele se agarra ao dinheiro,
mas, aos mesmo tempo, fixa o olhar em
Jesus...
Com a outra mão, ele se agarra à mesa:
Como que dizendo: "Daqui não saio, daqui ninguém me tira!"
Mas, e esse olhar?
Continua fixo!
Percebam a expressão da terceira pessoa na imagem,
aquela que espreita tudo, que
observa, que não entende, mas
que é testemunha ocular de tudo
o que acontece...
De certo pensou: "Ih, sujou!!"
Ou será que foi  também tocado!
Não sei quem é o autor dessa imagem,
só sei que ela fala!
Mesmo que não vejamos nela
o olhar de Cristo de frente, podemos
sentir a atração que esse olhar produziu em Mateus...
Olhar, que o fez levantar e o seguir...
Esse mesmo olhar, Jesus tem por nós,
olhar de amor, de ternura e
misericórdia!
Uma quinta abençoada à todos!
Imaculada


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Eu tive culpa!


 Amei esse texto!
 Espero que fale ao seu coração, como falou ao meu!
Beijo grande!
Imaculada

Não nos deixeis cair em tentação!

Da tentação ninguém escapa. Até Jesus foi tentado. Mas ser tentado é uma coisa e cair na tentação é outra. Alguns fiéis costumam confundir as coisas quando chegam ao confessionário e dizem ao padre que foram tentados. Um velho sacerdote, muito sábio e experiente em aconselhar, costumava responder a quem lhe dizia que fora tentado: "Se só teve vontade, não pecou. Mas se depois alimentou sua vontade e ficou lá jogando lenha na fogueira, então teve culpa". Era seu jeito de ensinar a diferença entre sentir vontade e fazer.

A diabetes não piora com a vontade de encher o corpo de doces. Querer chocolate não faz para a diabetes. Comê-lo, sim. Sentir desejos e impulsos, ficar com raiva em certas horas,  querer revidar é uma coisa e fazer aquilo que se tem vontade é outra. Não confundamos o que sentimos com o que fazemos. Nem a tentação com as vias de fato.

Jesus nos lembra disso quando sugere que oremos para não cair em tentação, porque a carne tem vontade e é fraca, mesmo quando o Espírito está cheio de boa vontade. Às vezes queremos, mas não conseguimos porque há em nós uma predisposição para o erro.

É disso que São Paulo fala em sua Carta aos romanos 7,15-25. Quando escreveu seu famoso texto, ele estava querendo dizer mais ou menos isto: "Há. em mim uma dualidade. Quero acertar, mas reconheço que às vezes quero errar; não quero cair, mas me descubro namorando o risco. Isso de querer e não querer me machuca e me humilha. Só mesmo Jesus para me livrar dessa dualidade. Ele ensina a querer e a abraçar o certo".

A palavra tentação será melhor compreendida se prestarmos atenção aos textos bíblicos que a ela se referem. Toda vez que a Bíblia fala de pecado e tentação, ela fala de começo e continuidade. A tentação nos pega muito mais forte porque somos pecadores. E, quando deixamos que ela continue, acabamos caindo. O jeito é cortar no começo, fugir ou pedir ajuda para não acabar fazendo o que não queremos.

Alguns pecadores dizem: "Eu tentei parar, mas não consegui. Uma coisas mais forte do que eu me levou a fazer o que fiz". Eles estão querendo dizer que se tentaram para o bem, mas alguma coisa mais forte os tentou para o mal. Tentar é, pois, propor. Quem propõe o bem está tentando para o mal. Às vezes nós mesmos nos tentamos; ás vezes, os outros nos tentam. Às vezes, tentamos os outros, às vezes, os outros nos tentam. Às vezes, tentamos os outros, às vezes nos deixamos tentar e até gostamos. É preciso ter a honestidade de admitir que a culpa não está só do lado de lá.

É disso que a Bíblia fala quando afirma: "Sim, eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado" (Sl 38,19). É disso que Paulo fala quando diz que há dentro dele uma contradição e uma tendência ao pecado (cf Rm 7,15). E é disso que a Igreja fala quando, num dos atos penitenciais, leva os fiéis a repetir o salmo que diz: "Contra ti pequei, por minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa". É a Igreja ensinando o fiel a não dar uma de Adão e Eva que se culparam mutuamente, nenhum dos dois querendo reconhecer o próprio pecado.

Somos todos como Adão e Eva. Erramos e até gostamos, mas depois culpamos os outros por nosso pecado. Foi ela, foi ele, foi o demônio, não fui eu. Eu jamais faria isso, eu estava possesso. Assim é fácil. O verdadeiro catolicismo não engole essa. O católico, se foi bem evangelizado, aprende a dizer: "Sim, alguém de fora me tentou, mas eu tive culpa, eu concordei. Eu errei. Confesso que pequei. Eu tive culpa!".

Por isso, ao aconselhar no Pai-nosso que oremos para não cair em tentação, Jesus está falando como quem conhece o ser humano. Há coisas que nossa cabeça não consegue sozinha. Precisamos de ajuda do céu, porque a alma até que deseja o bem, mas nossas tendências nos pregam peças. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.

O ser humano foi, é e será sempre um ser tantável e tentado para o caminho do mal. Mas não deve nunca deixar de tentar o caminho do bem. Que o tentador, que sempre nos sugere o pior, nos descubra tentando o melhor. O diabo não nos deve encontrar ociosos, diz o ditado popular. Quem não quiser sair chamuscado, que não brinque perto da fogueira. Fogo queima. Brincar com fogo machuca. Melhor é ficar longe.

Pecado é como cavalo xucro. Tentação é ficar perto e achar que podemos domá-lo. Quem não sabe montar ou domar não brinque de domador, porque pode acabar como se fosse escoiceado por um cavalo xucro. Muita gente namora o copo, o sexo, a emoção forte, a adrenalina, o jogo e o dinheiro. Depois culpa a vida e o azar pela sua escolha. Algumas pessoas não estavam procurando o problema quando ele apareceu, mas há as que o procuram. Nós não temos culpa de algumas tentações. Mas, na maior parte das vezes, temos. Quem procura acha!

Deus, nosso pai do céu, realiza a parte dele ao nos oferecer o bom caminho, no entanto nós temos de realizar a nossa. Não faz sentido tentar a Deus. Não é nada inteligente ficar à beira do precipício pedindo a alguém que nos ajude a não cair. É só não ir até ele que o perigo diminui.

** Esse material foi escrito por JOSÉ FERNANDES DE OLIVEIRA, "Padre Zezinho",  para a revista família Cristã, edição nº 766 - outubro de 1999.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Lembrete importante!


Queridos Catequistas da diocese de Franca, a formação do Padre Valdomiro, falando desse assunto é imperdível! Já fez sua inscrição?
Não perca!

A formação de catequistas tem como objetivo favorecer a cada um o seu próprio crescimento e realização, acolhendo a proposta de Deus e sentindo-se pertencente a uma comunidade” DNC 254


A Pastoral Catequética de nossa Diocese convida os catequistas para participarem da próxima formação que será sobre Questões de Bioética.

Esta formação é uma resposta a muitas pessoas que partilham conosco as dificuldades na catequese em tratar de assuntos como: quando começa a vida? Eutanásia, métodos contraceptivos, aborto e tantos outros temas ligados à vida humana.

Por isso, pedimos o empenho dos padres e coordenadores de catequese em enviar seus catequistas para este Encontro Formativo.

Por enquanto, não há limitação de participantes. Receberemos a confirmação das vagas até no dia 20 de Setembro, terça-feira. Se houver necessidade de controlar o número de catequistas entraremos em contato com as paróquias.

Pedimos a gentileza de enviar à Cúria Diocesana, aos cuidados da Priscila, uma lista com o nome dos catequistas. A taxa de participação poderá ser paga no local do encontro.

ENCONTRO DIOCESANO DE CATEQUESE

• DIA 25 DE SETEMBRO DE 2011, das 8h às 15h
• Local: Paróquia São Benedito – Franca-SP
• Tema: Bioética e Sexualidade Humana
• Palestrante: Pe. Valdomiro José
• Taxa de participação: R$ 15,00
• O Encontro começará com a Celebração da Santa Missa, às 8h.
Agradecido pela atenção, despeço-me fraternalmente.
Pe. Rogério Ruffo

Nada mais que... MIGALHAS!

O dia amanheceu...

Acordo com o canto dos passáros..

Vislumbro todo um dia, mais um dia que o Senhor generosamente nos concede...

Que haja vida e vida em abundância, é isso que Ele nos oferece,

e que nós seres humanos, feitos a sua imagem e semelhança,

cada vez mais estamos sendo imagem e cada vez menos semelhança...

Estamos nos descarecterizando, estamos fugindo do que o Senhor

planejou para nós, do Seu chamado, do Seu Plano...

E muitas vezes temos oferecido ao Senhor apenas migalhas ....

Migalhas do nosso tempo, migalhas das nossas orações,

migalhas do nosso dinheiro, migalhas da nossa formação,

migalhas do nosso comprometimento, migalhas.... migalhas.....

Migalhas de nós mesmos!!!

Jesus Cristo se deu por inteiro, Corpo e Sangue, para nos alimentar,

para nos fortalecer.

Enviou-nos o se Santo Espírito para iluminar a nossa caminhada,

e derrama sobre nós os seus dons.

O batismo nos torna rei, profeta e sacerdote.

O mundo precisa de discípulos missionários de Jesus!

Até quando continuaremos a colocar migalhas na mesa do Senhor?

Perdão Senhor, perdão!!

Senhor Meu Deus, ajuda-me a não me esconder atrás de justificativas,

que não permitem que meu sim ressoe.

Senhor Meu Deus, fortalece-me com seu Santo Espírito para que eu possa

ser capaz de sacrifícios e renúncias para aceitar o Seu chamado.

Senhor Meu Deus, inunda-me com Seu amor, para que eu seja capaz

de amá-Lo, amando meu irmão.

Senhor Meu Deus, modela-me para a missão!

Que eu não queira transformar o meu "pouco" em "muito".

Mas que eu saiba me doar por inteiro cada vez mais.

Amém. Aleluia!

Rosangela Tamaoki
CATEQUISTA em Londrina/Pr

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Vem e vê!

O CATEQUISTA MISTAGOGO, é aquele que ajuda seu catequizando a fazer seu encontro com Cristo.

Chega de teorias!

Olha, chega uma hora que dá vontade de gritar aos quatro cantos do mundo: 'CHEGA DE TEORIAS, PRECISAMOS DE ALGO DE CONCRETO QUE NOS AJUDE A COLOCAR EM PRÁTICA O QUE A IGREJA NOS PEDE. ALGO QUE FACILITE, QUE FALE A NOSSA LINGUA'

Esse foi um dos gritos dados no VII Sulão e fiquei feliz de ser uma das pessoas a gritar, sem medo! Eu sei que muitas pessoas estão pensando: "Mas, cadê as novidades do VII Sulão?"
Calma! Espero em breve poder publicar as prioridades escolhidas por cada Regional. Cada regional, se reuniram e escolheram tres prioridades a serem colocadas em prática.

Estive lá e senti que bons frutos virão desse encontro entre todos os Regionais. Muita coisa boa foi suscitada e decidida no VII Sulão.

Percebi e comprovei que as angustias são as mesmas em todo canto do Brasil. As lideranças conscientizadas sofrem as mesmas amarguras: como colocar tudo que ouvimos em prática? Como conscientizar nossos bispos, padres da importância desse processo catequético? Como fazer com que isso chegue às nossas paróquias, aos nosso catequistas? Como fazer de nossos catequistas, catequistas mistagogos? Padres mistagogos? Bispos Mistagogos?

Que bom perceber que ali não tínhamos a intenção de colocar ninguém contra a perede, mas que juntos chegaríamos a um conclusão: Como fazer? Quais os caminhos a serem tomados? O que pode facilitar nosso fazer?

Vamos aguardar! Novidades virão!

Sejamos instrumentos!

Olá amados catequistas! Um início de semana abençoada pra todos.

Lendo a apresentação da  revista ecoando de setembro/novembro, fiquei   pensando no rumo que a catequese tem tomado nos últimos tempos.Sei que a realidade em muitos lugares é gritante.  Sei que em muitos lugares, as coisas ainda continua só no papel. Mesmo assim, podemos enxergar  iniciativas lindas por esse mundão, tentando fazer da catequese, instrumento de formação de CRISTÃOS CONSCIENTES. A catequese não está toda perdida não. Os catequistas tem tomado consciência  de que  não podemos brincar de dar catequese e muito menos fazer dela um passatempo. Vejo muitos catequistas entusiasmados, contagiando outros catequistas. Sabemos o quanto somos facilmente influenciados, tanto nas coisas negativas, quanto nas positivas. Resta-nos avaliar: "Minha presença no grupo de catequistas tem feito com que outros catequistas queiram crescer, avance sem medo para águas mais profundas ou tenho contribuído para que ele desista de vez!"
Quanto mais falo, escuto sobre catequese, mais me conscientizo da importância dela na história da Igreja. Me certifico da importância da pessoa do catequista numa paróquia. Fico feliz com o reconhecimento da Igreja no geral nesse quesito. Mas, e o CATEQUISTA, tem consciência do seu papel, do quanto ele é importante?
 Não basta um método eficiente, manuais bem elaborados, inspirados, sem a presença do CATEQUISTA.
 Ele, é e sempre será o instrumento onde Deus usará para chegar aos seus catequizandos, às famílias.
Então, amados! Sejamos instrumentos, só isso, INSTRUMENTOS nas mãos de Deus! Contribua com sua parte e deixe Deus realizar maravilhas através de você!
Beijo carinhoso à você que passa por aqui.
Imaculada
****************************************



O Documento sinodal Verbum Dimini, do papa Bento XVI, no que se refere à catequese:
"Um momento importante da animação pastoral da Igreja, onde se pode sapientemente descobrir a centralidade da Palavra de Deus, é a catequese, que, nas suas diversas formas e fases, sempre deve acompanhar o povo de Deus. O encontro dos discípulos de Emaús com Jesus, descrito pelo evangelista Lucas (cf LC 24,13-35), representa em certo sentido o modelo de uma catequese em cujo centro está a 'explicação da Escrituras', que somente Cristo é capaz de dar (cf. Lc 24,27-28), mostrando o seu cumprimento em si mesmo. Assim, renasce a esperança, mais forte do que qualquer revés, que faz daqueles discípulos testemunhas convictas e credíveis do Ressuscitado" (74)

A reflexão sobre o importante papel que a Bíblia exerce no processo catequético avançou bastante no Brasil. Cabe aos catequistas esclarecer os pontos fundamentais da Bíblia, especialmente a proposta de Jesus contida no Novo Testamento.

Somente quando conseguir levar Cristo ao coração dos catequizandos e se der a conversão deles a Cristo, a catequese terá cumprido o seu objetivo. Cabe ao catequista tornar Cristo conhecido com seu testemunho e seu anúncio.

A catequese, nas suas diversas formas e fases, deve acompanhar o povo de Deus, ou seja, estar presente em toda a vida dos discípulos de Jesus, para que a palavra de Deus possa ser vivida num aprofundamento progressivo.

No mundo de hoje, é necessário ressaltar a importância do interlocutor adulto que está sedento, em busca de um rumo para a vida, assim como estava aquela samaritana que foi ao poço em pleno dia (cf Jo 4), pois a Palavra, que é o próprio Jesus, é água viva e quem beber dela não terá mais sede.

Portanto, queridos/as catequistas, a Palavra de Deus nos pede resposta no engajamento consciente, numa fé firme e numa caridade perfeita, para que possamos "ser praticantes da palavra e não meros ouvintes" (Tg 1,22)

Revista Ecoando nº35

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Ondas ou Rochas?



Seja sempre forte!
Não como as ondas que tudo destroem,
mas sim como as rochas que tudo resistem!!"
 

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Deixe seu MEDO conversar com você!


To tão feliz, venci um medo!

Ouvi isso de uma garota muito especial. Venci "um",  isso mostra que tem outros medos a serem vencidos.
Medos, medos, medos...
Do que você tem medo?
Essa pergunta pode gerar um turbilhão de respostas. Tenho até medo de listar os medos mais comuns das pessoas.
Li hoje uma frase interessante sobre o medo: 'A ÚNICA COISA QUE DEVEMOS TEMER É O PRÓPRIO MEDO' (Frankilin Roosevelt)
Como vencer os medos? Enfrentado?
Mas, e o medo de enfrentar?
Hoje, ouvi de uma "quase catequista", digo quase, porque o medo não a deixou prosseguir.
"Tenho medo de não dar conta!"  "A catequese exige muito...!"
Acho que o Sr medo deve ser parente bem próximo da Sra Insegurança. Acho que irmãos gêmeos.
Mas, como vamos nos tornar uma pessoa segura, se não praticarmos?
Como sei que não dou conta, se nem tentei.
Não seria melhor errar tentando?
Medo, medo, medo!
Como é agoniante você enxergar o tal "medo" nos olhos das pessoas. Dá até medo!
É Sr Frankilin, tens razão, precisamos vencer nosso próprio medo!
Dizem que o MEDO é o microscópio que aumenta o perigo!
Verdade, ás vezes o perigo  nem é tão grande assim. Mas  e o medo?
Catequistas, e na catequese, que estrago não faz esse "medo"!
Ele não deixa tentar coisas novas!
Mudanças? nem pensar, vai que não dá certo!
Falar em público!
E se der um branco! Melhor nem tentar...
Trabalhar com os pais!
Ah não, isso não sei, falar com as crianças, tudo bem, mas pais????
Assumir uma coordenação!
Imagina, eu??? Não! chame a (...) ela leva mais jeito!
Aceitar alguns convites!
Não to preparada!
Que mais??
Entendi a alegria dessa garota, quando disse: "To tão feliz, venci um medo." Porque é bom mesmo e quando vencemos é que percebemos que o Bicho nem era tão grande assim.
Enfrentado esse, já começamos a pensar no próximo: "Agora, preciso começar a ler na missa!!" srsrsr
Isso mesmo, vença um medo de cada vez e a cada medo vencido, é um grito de vitória: "EBA!!!! VOCÊ NÃO TEM MAIS PODER SOBRE MIM!"
E nossa vida será sempre assim, esse enfrentamento de medos, medinhos, medões...

Beijusss
Boa noite! Durma com os anjos e não tenha medo de sonhar!!!




Testemunho


Deixo pra vocês o testemunho da minha querida Sandra Mastellini, catequista em Jundiaí-Sp. O recadinho/testemunho foi deixado no post "Papo rápido". Lendo o testemunho dela, senti vontade de falar um pouco de mim.
Massss...

Meu maior desejo, minha alegria com o blog, seria se todo dia eu pudesse colocar um testemunho diferente desses milhares de catequistas espalhados por esse Brasil. Fico aqui flutuando em meus pensamentos, imaginando quanta riqueza, quantas dificuldades enfrentadas, quantas vitórias, quanto testemunho de vida teríamos pra ouvir. São centenas de catequistas que passam por aqui todos os dias.

Um recadinho direto pra você que me lê: Deixe aqui seu testemunho de sua caminhada catequética. Você não imagina o quanto palavras simples podem tocar outros corações.
Você  faz ideia do quanto  você importante na sua paróquia? E para Deus? Quantos catequistas nesse momento está pensando e até fazendo planos de parar com a catequese, por causa disso ou daquilo. Passamos por crises,  provações para nos tirar do caminho.
Estou dizendo isso, porque isso aconteceu comigo. Quase sempre as pessoas me vêem como uma fortaleza,  uma rocha inabalável,  sem problemas,  alguém que nunca pensou em desistir, conforme citei num post recente.

E quem me conhece mais de perto, sabe que isso não é verdade, sabe que passei por situações onde o que eu mais queria era largar tudo. Só não desisti porque pude contar com ombros amigos que passaram comigo os momentos de escuridão. Essas pessoas foram como tochas, lâmpadas,  anjos guardiãs. Descobri também que alguns não são meus amigos. Sofri, chorei, mas foram poucos os momentos em que estive sozinha. *Detalhe: Larguei muitas coisas, só não consegui deixar a catequese.

Foi meio a essa escuridão, que percebi o quanto ela é importante na minha vida. E eu que achava que eu  era importante pra catequese! Foi nos momentos de trevas que montei esse blog e de verdade nem sei como o alimentei  por muito tempo. Descobri também que sou mais teimosa que eu imaginava.

Sempre me senti amada por Deus, mas não imaginava que Ele me amava tanto e foi por causa desse amor que hoje estou aqui, como catequista, como blogueira escrevendo essas palavras. E se Ele não desistiu de mim, é porque me conhece a fundo!
Beijo grande! Força sempre! Desistir jamais!
Imaculada
********************************************


"Bom dia, flor!

Lendo sua postagem de hoje, mais uma vez era como se as suas palavras fossem as minhas.

Quantas vezes juntei os "cacos" e fui para a catequese como se nada tivesse acontecido... quantas vezes deixei as feridas abertas do lado de fora da sala de encontro e entrei como se estivesse flutuando... e tudo isso porque Deus me dava forças, e continua dando...

Quantos tombos... Quantas palavras me foram ditas com crueldade... Só para me ver desistir... E eu não desisti... E não desistirei, porque anunciar Jesus Cristo às crianças é um dos melhores presentes que Deus me deu.

Ele me escolheu, me chamou e a cada dia vai me capacitando, apesar de todas as minhas limitações... Ele é muito paciente comigo, mesmo diante das minhas "birras", das minhas "rebeldias".

E todo catequista tem um pouco de criança birrenta e de adolescente rebelde, não é?

Mas catequista que é catequista, não desisti nunca,  porque Deus nunca desisti de nós.

Um grande beijo"

Sandra-Jundiai-SP