terça-feira, 14 de maio de 2013

Pentecostes - ensine celebrar, celebrando...


Pentecostes é a celebração do Espírito Santo, fogo do amor de Deus

Por que não fazer com nossos catequizandos uma celebração de pentecostes!!! Ensine-os celebrar, celebrando...
Olhando a postagem no blog  Catequese hoje, achei interessante a sugestão de celebração de Pentecostes. Resolvi fazer algumas adaptações para fazer com minha turma de catequizandos( já fizeram a primeira comunhão e estamos vivendo os encontros mistagógicos). Veja a postagem original nesse link: http://www.catequesehoje.org.br/index.php/outro-olhar/tempo-da-delicadeza/409-para-celebrar-pentecostes.



Antes de dar início à celebração propriamente dita, explique um pouco sobre o significado dessa festa. Em seguida, os conduza para um clima de celebração, oração, com toda seriedade, postura...

Ambientação:
Símbolos: Bíblia, Círio Pascal ou uma vela grande e, ao redor, línguas de fogo (feitas de cartolina vermelha). Em cada língua de fogo, escrito um dos dons do Espírito Santo:Fortaleza, temor a Deus, ciência, sabedoria, inteligência, conselho, piedade... Espalhados ao redor o frutos do Espírito Santo: amor, alegria, paz, bondade, união, fraternidade, perdão, misericórdia, doação, serviço, paciência, mansidão... 

Acolhida:
Inicie, rezando a oração do Espírito Santo...
Catequista: Hoje, estamos reunidos para celebrar a grande festa de Pentecostes a fim de que possamos ficar sempre mais unidos no amor e na força do Espírito Santo. Podemos cantar:

Nós estamos aqui reunidos como estavam em Jerusalém.
Pois só quando vivemos unidos é que o Espírito Santo nos vem.
1. Ninguém pára esse vento passando, ninguém vê, e ele sopra onde quer.
Força igual têm o Espírito quando faz a Igreja de Cristo crescer.

2. Feita de homens a Igreja é divina,/ pois o Espírito Santo a conduz/ Como um fogo que aquece e ilumina/ que é pureza, que é vida, que é luz.

Oração(todos): Senhor, iluminai nosso ser, nos faça perseverantes na caminhada de fé, fortalecei nossa vontade, para que o Espírito Santo nos transforme em cristãos verdadeiros, discípulos e missionários do vosso Reino. Amém.

Reflexão(catequista não precisa ler, mas ter em mente cada passagem) Jesus estava cheio do Espírito Santo. O Espírito está presente no momento da anunciação do nascimento (Lc 3,22); no Batismo (Lc 3,22), quando Jesus é tentado no deserto (Lc 4,1ss) e quando proclama a sua missão (Lc 4,16-19). Jesus dá o Espírito Santo aos apóstolos no dia da Páscoa (Jo 20,19-23) e desce sobre seus seguidores, apóstolos e mulheres (Atos 2,1ss)

Leituras feita por catequizandos
*Prepare um lugar de destaque para a Palavra... O catequizando deve fazer, tal como é feito na missa...

Primeira leitura: Jo 20,19-23.  Alguns instantes de silêncio.

Segunda leitura: Gl 5,22-23

Partilhando:
Refletindo sobre o significado dos dons e frutos do Espirito Santo,  para nossa caminhada cristã e para nossa Igreja e  de forma bem celebrativa, enquanto se reza as orações abaixo, pode-se acender pequenas  velas, colocando-as juntos aos dons(chamas de fogo)

Dai-nos o Dom da Sabedoria  / nos capacite a conhecer a Deus na intimidade e também nos leve a conhecer a Sua vontade. Faz-nos perceber a mão de Deus em nossa vida, guiando os nossos passos.
Dai-nos o Entendimento /nos leve a ver as pessoas e o mundo com os olhos de Deus, e não com a nossa miopia humana, que mais enxerga os defeitos e os erros do que as qualidades e as belezas das pessoas e das criaturas. Por esse dom somos levados a querer penetrar os mistérios de Deus e o seu conhecimento.
Dai-nos o Dom do Conselho /nos faz sábios diante da vida e nos impulsiona a procurar a Deus e a levar os outros a Deus.
Dai-nos o Dom da Fortaleza nos prepare para lutar contra as tentações e o pecado. Nos faz corajosos na defesa da fé, da “sã doutrina” (1Tm 1,10) da Igreja, e nos ajuda a vencer as zombarias e o respeito humano. 
Dai-nos  o Dom da Ciência /nos leve a compreender e aceitar os planos de Deus revelados na Sagrada Escritura. Por esse dom muitos santos, embora quase analfabetos, tinham a ciência infusa das coisas de Deus. 
Dai-nos Piedade / produza em nós o amor a Deus acima de tudo, afastando-nos de toda forma de idolatria (prazeres, amor ao dinheiro, status, fama, vanglória, poder, superstições, ocultismo, etc.) para adorar e servir somente a Deus. Nos faz também vivermos como verdadeiros filhos de Deus, que ama o Pai com toda a sua vida: pensamentos, palavras e obras. É também o dom que nos leva e capacita à oração permanente e humilde que tudo alcança. Faz-nos curvar a cabeça e o coração diante das coisas sagradas. Move-nos a adorar a Deus e venerar os seus santos e anjos, e de modo especial Nossa Senhora, Mãe de Deus.
Dai-nos vosso Santo Temor / para que tenhamos o receio de ofender a Deus que é tão bom e Santo. Não pelo medo de ofendê-lo e ser castigado, e sim receio de decepcioná-lo com o nosso pecado...
Vinde Espírito Santo
E dai-nos um novo coração.
Amém. 

Canto sobre o  Espírito Santo(apague a luz da sala e deixe só as velas acesas, enquanto escuta/rezando um canto bem bonito)

Termine rezando a oração do Pai nosso e  o abraço da paz.

*******************************************************************


Abaixo, a sugestão para o momento da celebração(sem as considerações),  a ser entregue a cada catequizando(a)

Pentecostes é a celebração do Espírito Santo, fogo do amor de Deus
“Soprou sobre eles e lhes disse: ‘Recebei o Espírito Santo’” (Jo. 20-22)

Vinde Espírito Santo...
Catequista: Hoje, estamos reunidos para celebrar a grande festa de Pentecostes a fim de que possamos ficar sempre mais unidos no amor e na força do Espírito Santo. Podemos cantar:

Nós estamos aqui reunidos como estavam em Jerusalém.
Pois só quando vivemos unidos é que o Espírito Santo nos vem.
1. Ninguém pára esse vento passando, ninguém vê, e ele sopra onde quer.
Força igual têm o Espírito quando faz a Igreja de Cristo crescer.
2. Feita de homens a Igreja é divina,/ pois o Espírito Santo a conduz/ Como um fogo que aquece e ilumina/ que é pureza, que é vida, que é luz.

Oração(todos): Senhor, iluminai nosso ser, nos faça perseverantes na caminhada de fé, fortalecei nossa vontade, para que o Espírito Santo nos transforme em cristãos verdadeiros, discípulos e missionários do vosso Reino. Amém.

Reflexão: Jesus estava cheio do Espírito Santo. O Espírito está presente no momento da anunciação do nascimento (Lc 3,22); no Batismo (Lc 3,22), quando Jesus é tentado no deserto (Lc 4,1ss) e quando proclama a sua missão (Lc 4,16-19). Jesus dá o Espírito Santo aos apóstolos no dia da Páscoa (Jo 20,19-23) e desce sobre seus seguidores, apóstolos e mulheres (Atos 2,1ss)

Primeira leitura: Jo 20,19-23.  Alguns instantes de silêncio.

Segunda leitura: Gl 5,22-23

Partilhando
Refletindo sobre o significado dos dons e frutos do Espírito Santo,  para nossa caminhada cristã e para nossa Igreja.


Dai-nos o Dom da Sabedoria  / nos capacite a conhecer a Deus na intimidade e também nos leve a conhecer a Sua vontade. Faz-nos perceber a mão de Deus em nossa vida, guiando os nossos passos.
Dai-nos o Entendimento /nos leve a ver as pessoas e o mundo com os olhos de Deus, e não com a nossa miopia humana, que mais enxerga os defeitos e os erros do que as qualidades e as belezas das pessoas e das criaturas. Por esse dom somos levados a querer penetrar os mistérios de Deus e o seu conhecimento.
Dai-nos o Dom do Conselho /nos faz sábios diante da vida e nos impulsiona a procurar a Deus e a levar os outros a Deus.
Dai-nos o Dom da Fortaleza nos prepare para lutar contra as tentações e o pecado. Nos faz corajosos na defesa da fé, da “sã doutrina” (1Tm 1,10) da Igreja, e nos ajuda a vencer as zombarias e o respeito humano. 
Dai-nos  o Dom da Ciência /nos leve a compreender e aceitar os planos de Deus revelados na Sagrada Escritura. Por esse dom muitos santos, embora quase analfabetos, tinham a ciência infusa das coisas de Deus. 
Dai-nos Piedade / produza em nós o amor a Deus acima de tudo, afastando-nos de toda forma de idolatria (prazeres, amor ao dinheiro, status, fama, vanglória, poder, superstições, ocultismo, etc.) para adorar e servir somente a Deus. Nos faz também vivermos como verdadeiros filhos de Deus, que ama o Pai com toda a sua vida: pensamentos, palavras e obras. É também o dom que nos leva e capacita à oração permanente e humilde que tudo alcança. Faz-nos curvar a cabeça e o coração diante das coisas sagradas. Move-nos a adorar a Deus e venerar os seus santos e anjos, e de modo especial Nossa Senhora, Mãe de Deus.
Dai-nos vosso Santo Temor / para que tenhamos o receio de ofender a Deus que é tão bom e Santo. Não pelo medo de ofendê-lo e ser castigado, e sim receio de decepcioná-lo com o nosso pecado...
Vinde Espírito Santo
E dai-nos um novo coração.
Amém. 

Canto final
Pai nosso
Abraço da paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre muito importante!
Não conseguiu comentar?? Calma, não saia ainda, escolha e opção ANÔNIMO e não esqueça de se identificar no final de sua mensagem!
Viu só, que fácil! Volte sempre!