quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Quando a vontade de Deus prevalece!

E quando há um confronto das vontades : a nossa e a de Deus!
Retiro para os catequistas marcado: vontade de Deus e nossa também. Ou não??

Batemos pé que o retiro,  deveria ser conduzido por um sacerdote, pois os catequistas não daria credibilidade se conduzido por  um leigo  (nossa vontade). Isso acontece aí? Porque aqui acontece! Para nosso consolo isso aconteceu até com Jesus: "Pode porventura vir alguma coisa boa de Nazaré???"

Primeiro obstáculo: Não haveria padre disponível, o retiro seria conduzido por um leigo.

????????!!!!!!!???????!!!!!!
Sim, pontos de interrogação,  exclamação... - lado humano

Obstáculos superados, o retiro aconteceu, foi pensado, preparado e organizado nos mínimos detalhes - lado divino e humano
Muitos catequistas não entenderam a vontade de Deus: "Imagina! Eu participar de um dia de retiro, sendo que nem o padre vai? "

55 dos nossos quase 240 catequistas, disseram sim, nem questionaram quem conduziria, porque deixaram ser conduzidos.

Caminharam, reconheceram, ceiaram, adoraram o Mestre e hoje esses 55 dão testemunho da experiência que fizeram com o ressuscitado: "Vimos o Senhor! Ele caminhou, estava conosco o tempo todo naquele retiro..."

Não participei do retiro,  mesmo longe estávamos em comunhão, pois do Sulão refletimos sobre esse encontro com o Mestre.
E lá fomos questionados sobre o catequista mistagogo, o que vem a ser isso??

Podemos dizer e não resumindo só a isso, mas a maioria dos 55 catequistas tiveram seu encontro com Cristo, senão todos, grande parte deles, tenho certeza que sentiram seu coração arder de amor pelo Mestre e vão transmitir isso aos seus catequizandos... Isso é ser um catequista mistagogo!

Fomos questionados desse nosso encontro: "Será que mesmo sendo catequista à 20, 15, 10 anos, será que já fizemos a experiência de encontrar o Senhor?" Será que muitas catequeses não se tornam fardos pesados por conta disso? Será que muitos projetos não são fracassados também por conta disso!
Para finalizar, quero fazer público meu agradecimento à toda equipe que sonhou e preparou esse retiro com carinho; á equipe de canto, que cantou e encantou, facilitou esse encontro com Cristo; ao Paulinho, catequista que aceitou com prontidão o convite para conduzir o retiro, sempre confiante na providência divina, seguro no que faz; ao Frei Elton,  mesmo meio a tantos compromissos, correu lá, para fechar o retiro com a Santa Missa; à todos os catequistas que renunciaram  coisas para estar lá; enfim, a JESUS nosso catequista por excelência... A Ele, só por Ele, todo  esforço,  honra e  glória... Todos os outros, foram instrumentos que se deixaram ser conduzidos...

Um grande abraço, que Deus abençoe essa minha família de catequistas, pessoas que amo de todo meu coração...
Até a próxima!!
Imaculada Cintra Capelinha (rssr meu sobrenome, minha identidade... Imaculada, da Capelinha)


Testemunhos:

"Eeee minha irmã Imaculada... Nem fala, a presença de Deus naquele nosso retiro foi tão forte a ponto de ouvirmos um testemunho de vida exclusivo. Digo exclusivo, porque nosso grupo de 06 catequistas foram os que ouviram, Deus falou que nossos problemas não são nada perante a sua misericórdia. Aaaa esse Deus... Enquanto estávamos tão preocupados a colocar no papel o que entendemos sobre uma passagem bíblica, Ele veio nos falar, veio infundir em nossos corações pobres a resposta... Agradeço a Deus por estar presente entre nós, mostrando quão é importante irmos ao encontro de nossos irmãos que choram, sofrem... Obrigado Jesus, obrigado Jesus por nos fazer instrumentos."

Thiago Cristian - Matriz

" Olha Imaculada, aquele retiro foi a coisa mais linda, eu duvido que existiu um catequista ali que não tenha se sentido no lugar do discipulo de Emaús. Não vimos o dia passar. E eu que achei que não conseguia aprender as coisas, aprendi tanto. Aquele momento sentados no chão diante do santíssimo, que paz!"
Neura - Matriz

OI...Nosso retiro foi de verdade uma benção, iniciou-se com uma bela adoração onde nesse momento, nossos corações foram invadidos pela brisa suave do amor do PAI. Preparando para o que seria nos colocarmos a caminho, como os discípulos de Emaús. Fizemos o caminho para Emaús, refletindo a tristeza, o desanimo, A CRUZ... E fizemos também o caminho de volta á Jerusalém a RESSURREIÇÃO. Foi um dia alegre, estávamos reunidos em comunidade. Pagamos mico (não é Danilo?) rimos muuuuuito, e na presença de DEUS e amigos não nos cansamos (esse sentimento percebi que não foi só meu rsrsr)AMEI NOSSO RETIRO,O QUE FOI REALIZADO E COMO FOI REALIZADO. BJS A TODOS que lá estiveram. E um bjão a vc minha amiga Imaculada.

ÂNGELA RITA




5 comentários:

  1. A paz de Jesus,
    sou catequista de Vitória/ES,
    participo do grupo de catequistas unidos
    Já imaginou um encontrão com os catequistas unidos?
    seria o máximo né...
    comenta lá no blog da Cláudia:
    http://catequesenanet.blogspot.com/

    passa lá no meu blog tbm, tem novidades:
    http://catequesejesusinfantil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Acho que é assim em todos os lugares... sempre querem a presença dos padres...rs Fui coordeadora uma vez de uma pastoral para casais de segunda união...e quando o Pe. não ía eles faziam pirraça... a tal ponto da pastoral se dissolver...acho que precisavam era de uma boa catequese...rs
    Paz de Cristo!

    ResponderExcluir
  3. Eeee minha irmã Imaculada... Nem fala, a presença de Deus naquele nosso retiro foi tão forte a ponto de ouvirmos um testemunho de vida exclusivo. Digo exclusivo, porque nosso grupo de 06 catequistas foram os que ouviram, Deus falou que nossos problemas não são nada perante a sua misericórdia. Aaaa esse Deus... Enquanto estávamos tão preocupados a colocar no papel o que entendemos sobre uma passagem bíblica, Ele veio nos falar, veio infundir em nossos corações pobres a resposta... Agradeço a Deus por estar presente entre nós, mostrando quão é importante irmos ao encontro de nossos irmãos que choram, sofrem... Obrigado Jesus, obrigado Jesus por nos fazer instrumentos.

    ResponderExcluir
  4. Pois bem Imaculada da Capelinha, aqui também está um irmão seu, com a mesma identidade, Danilo Andrade da Capelinha rsrsrsrsrs.
    Estava passando pelo seu blog, e notei uma coisa interessante, uma coisa que me fez refletir muito, esse artigo que você acabou de postar "Quando a vontade de Deus prevalece".
    Para deixar aqui registrado o que me fez questionar, queria somente lembrar que eu estive presente junto com os meninos da banda que cantou no retiro. E como já falaram foi lindo o tempo todo.
    Mas para começar, faço uma pergunta que deveria ser feita a todo momento. 1°- Porque não haveria Padres disponiveis???
    Será que temos tantos padres assim para conduzir ou responder a todo momento as necessidades do povo, e da paróquia???
    Longe de mim julgar o que devem ou não fazeros Padres, mas eu enquanto um jovem que passou pelo seminário durante dois anos, e agora pedi tempo de silêncio para refletir minha vocação, percebo que a necessidade da Igreja, não está somente por essa falta de Padre, que sentiu alguns que não participaram do retiro, mas sim pela falta de fazer nascer dentro de suas proprias casas, as vocações religiosas e sacerdotais, isso sim é de se questionar. Será que antes de eu questionar os "leigos" que são chamados para conduzir retiros e tudo mais, não deveria eu me questionar da necessidade que a Igreja tem de novos Padres? Pode esse Padre que você esparava, estar dentro de sua própria casa.
    2°- Nos achamos tão ricos em sabedoria...mas ela se acaba a partir do momento em que eu não sei me humilhar diante da sabedoria do outro. (Há se Maria não se humilhace diante do Anjo, o que seria da Humanidade?) Parece que eu preciso de alguém formado, com licenciatura, diplomas, que tenha TEOLOGIA para eu aprender de Deus. Acredito que a maior lição que temos de que Deus age na nossa vida, são nos exemplos humanos, aqueles que fogem de qualquer base literária, mas é escrita com teu próprio Ser.(Assim como fez o Próprio Deus, Assumiu a condição de escravo, tornou-se homem, e se humilhou até a morte de Cruz).
    3°- "Os discípulos de Emaús" foi o tema do nosso retiro. Nem eles mesmos estavam convencidos da ressurreição de Cristo. São iguais a esses que questionaram a presença de um sacerdote, que tem todo seu valor. Mas Deus se apresenta e fala aos corações abertos que sabem ouvi-lo em humildade.
    TERMINO:
    "Vamos deixar de lá essa mesquinhez, e sairmos um pouco de nós mesmos para nos encontrarmos no outro. Pois quando eu decido sair de mim, sair do meu orgulho, e passo a deixar que o outro também faça parte de minha história da minha vida, é ai que eu vou saber quem de fato eu sou.
    A DIFICULDADE NÃO ESTÁ NO OBJETO QUE OLHAMOS, MAS SIM EM NÓS QUE NÃO SABEMOS OBSERVAR CORRETAMENTE.
    É preciso acreditar e confiar na nossa capacidade e na capacidade das pessoa, pois como Santo Agostinho diz:
    Deus não escolhe os capacitados mas capacita os escolhidos. E Ele capacitou todos nós que estavamos presentes, principalmente os que prepararam e conduziram o Retiro. PARABÉNS PELO ARTIGO.
    Assim como a palavra de Deus também é dura, a nossa resposta tem que ser, pois suave se faz o coração que sabe acolher.
    DANILO ANDRADE "CAPELINHA"

    ResponderExcluir
  5. OI...Nosso retiro foi de verdade uma benção,iniciou-se com uma bela adoração onde nesse momento,nossos corações foram invadidos pela brisa suave do amor do PAI.Preparando para o que seria nos colocarmos a caminho,como os discípulos de Emaús.Fizemos o caminho para Emaús,refletindo a tristeza,o desanimo,A CRUZ...e fizemos tbém o caminho de volta á Jerusalém a RESSURREIÇÃO.Foi um dia alegre,estávamos reunidos em comunidade.Pagamos mico (não é Danilo?)rimos muuuuuito,e na presença de DEUS e amigos não nos cansamos (esse sentimento percebi que não foi só meu rsrsr)AMEI NOSSO RETIRO,O QUE FOI REALIZADO E COMO FOI REALIZADO.BJS A TODOS que lá estiveram.E um bjão a vc minha amiga Imaculada.

    ÂNGELA RITA

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre muito importante!
Não conseguiu comentar?? Calma, não saia ainda, escolha e opção ANÔNIMO e não esqueça de se identificar no final de sua mensagem!
Viu só, que fácil! Volte sempre!